AmorSaúde – Setembro Amarelo

A cor amarela, um dos símbolos da campanha setembro amarelo, foi escolhida em homenagem ao jovem Mike Emme.

Aos 17anos, Mike era conhecido como um garoto solidário, e já possuía grandes habilidades mecânicas. Após restaurar um Mustang 68, pintando de amarelo, Emme ganhou o apelido de “Mustang Mike”. Infelizmente, as pessoas ao seu redor não perceberam que o garoto precisava de ajuda, e ele acabou cometendo suicídio. Após a sua morte, seus pais deram início ao movimento “Yellow Ribbon” ou “Fita Amarela” para alertar a população sobre a seriedade do assunto. No Brasil a campanha setembro amarelo foi criada pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), e destaca a importância do diálogo na prevenção ao suicídio. O assunto é considerado por muitos um tabu, o que colabora com o aumento do número de casos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), por ano, 800 mil pessoas cometem suicídio. O Brasil é o 8° país com maior índice, sendo essa a quarta causa de morte mais comum entre os jovens. Nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos, através do diálogo e tratamento psicológico adequado. É importante que a ajuda parta não só de parentes, amigos e pessoas próximas, mas de qualquer outra que identifique sinais tendenciosos e alterações de comportamento no outro.

Procurar ajuda é fundamental. Reconhecer a necessidade de apoio é um passo necessário. O CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio. Atende de forma voluntária pessoas que precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. Você pode conversar com um voluntário do CVV ligando para 188 ou 141 (nos estados Bahia, Maranhão, Pará e Paraná).